sábado, 13 de julho de 2013

José Ricardo - Serenata Suburbana



01-Negue
02-Travesseiro
03-Eu Que Amo Somente A Ti
04-Gina
05-Preciso De Você Demais
06-Poxa
07-Luz Dos Meus Sonhos
08-Flor Sertaneja
09-Foi Deus
10-São Coisas Da Vida
11-Oração De Um Jovem Triste
12-Dez Anos
13-Somente Uma Saudade
14-Serenata Suburbana
15-Amor Bandido
16-Deus É Meu Amigo
17-Não Adianta Mais
18-Não Volto Mais
19-O Homem Que Não Sabia Amar
20-Primavera
21-Pot-Pourri(Abandono/Tudo de mim/Não Tenho Você)

Link:
https://mega.co.nz/#!X0YQ0RJC!bL3CelSfQMKRFlkLzwjmqW9NBLZ-Le_s93c_qaU3lWY

José Ricardo - São Coisas da Vida

São Coisas da Vida (Raul Seixas)

São coisas da vida, não voltam jamais
São coisas da vida, que o tempo desfaz
Se a felicidade durasse mais tempo
O mundo inteiro seria feliz
Não teria você me esquecido
Meu grande amor quem eu quis
São coisas da vida, não voltam jamais
São coisas da vida, que o tempo desfaz
Se eu vivesse pensando em tristezas
Inconformado e pensando na dor
Não teria mais nenhuma chance
De encontrar um novo amor
São coisas da vida, não voltam jamais
São coisas da vida, que o tempo desfaz





Um dos ídolos da década de 60, José Ricardo teve seu nome perpetuado na música "Festa de Arromba", de autoria de Roberto e Erasmo Carlos, considerada o hino da Jovem Guarda. Ao longo de mais de 35 anos de carreira artística no Brasil e no exterior, gravou 57 discos, ente LPs, CDs., compactos e coletâneas. Fez mais de 3.000 apresentações, foi capa de revistas, participou de fotonovelas e teve uma participação como ator no último filme de Oscarito, "Jovens Pra Frente", em 1968. José Ricardo recebeu cerca de 100 troféus e placas de reconhecimento por sua importância para a cultura do país. Além da atuação artística, a assistência e a generosidade para com os colegas era uma característica de seu caráter.

Ele foi também o protetor das cantoras Linda e Dircinha Batista. Rainhas do rádio entre as décadas de 30 e 50, elas caíram em depressão quando a carreira entrou em declínio. Em 1985, o cantor precisou invadir o apartamento das irmãs. Encontrou Linda com feridas pelo corpo e Dircinha sofria de crises de histeria. E Odete, a irmã mais velha, estava em depressão. José Ricardo providenciou a internação das irmãs em uma clínica para idosos no Rio de Janeiro. Na ocasião, o cantor afirmou que vinha cuidando das irmãs e negou que elas estivessem na miséria: "Estão sozinhas, mas financeiramente não estão mal". Três anos depois, Linda morreu de embolia pulmonar. Em 1995, Odete também faleceu. Pouco antes de morrer, José Ricardo fez uma visita a Dircinha, que também viria a falecer no mês seguinte. O cantor nas últimas décadas fazia shows em cidades do interior e tinha 60 anos quando faleceu, em 11 de maio de 1999.