terça-feira, 11 de setembro de 2012

Saraiva - Saudade do Meu Paraná

Esta música foi, durante o tempo em que permanceu no ar, fundo musical do programa "Atrações Tusa", do radialista e meu amigo Teófilo Salomão (Tufy Salomão).

Neste vídeo, uma homenagem a este profissional do microfone, que, mesmo com 87 anos de idade, ainda continua atuando no rádio com seu programa diário, "Manhã Alegre", programa este que foi ao ar pela primeira vez em 1º de julho de 1961. Que maravilha! 51 anos alegrando as manhãs dos milhares de ouvintes fiéis ao ilustre e competente radialista.

Algumas das fotos inseridas no vídeo, foram feitas por ocasião de uma visita do radialista à minha residência. O texto que ele aparece lendo, foi um dos muitos que publiquei no nosso Diário Popular, jornal local, alusivos ao radialista.

Saraiva - Mar de Melodias (1975)


01 - Balanço do Garrincha
02 - A Bossa da Bahia
03 - Soprano de Gafieira
04 - Sinos de Santa Cecilia
05 - A Procura de Você
06 - O Choro da Guanabara
07 - Moraes Sarmento
08 - Quem me Viu
09 - Chorei Por Você
10 - Saudade do Meu Paraná
11 - Na Rua Augusta o Ritmo é Assim
12 - Verão Santista

Link:
http://www.mediafire.com/?7n08m0xxz5awt2z



Luiz Saraiva dos Santos, nome artístico Saraiva. Como compositor assinava Luiz dos Santos e em alguns lps, Luiz Saraiva. Nasceu em Belo Monte, cidade as margens do rio São Francisco, em Alagoas, na data de 8 de março de 1929.

Filho do maestro da banda da cidade natal, Luiz logo cedo passou a ter contato com a arte musical. Luiz Saraiva dos Santos, dominava como ninguém o sax soprano e, apesar do instrumento ser considerado por alguns pouco versátil para solo, Saraiva conseguia interpretar magnificamente canções que ficaram imortalizadas em pelo menos 30 LPS, 4 compactos e 3 CDs remasterizados. Essa capacidade lhe rendeu o título de "O Rei do sax-soprano.

Compositor e corintiano roxo, Saraiva escreveu "Corinthiano" melodia que fez grande sucesso e foi regravado em vários lps e passou a ser uma espécie de identificação de sua maestria no sax-soprano. Tocava, baião, samba de gafieira, frevo, choro, valsa, bolero e até bossa-nova. Logo menino mudou-se para Santos onde construiu sua carreira artística imortalizando paisagens da região na capa dos seus vários lps. Gravou em selos de renome como: Copacabana, Continental, Beverly, Tropicana, AMC, Phonodisc e a CBS. Grande parte de suas gravações foram de autoria própria ou em parceria. Talvez tenha sido o maior saxsofonista soprano de sua época.

Luiz Saraiva dos Santos saiu de Alagoas ainda jovem. Estudou cavaquinho em Santos, mas foi com o sax soprano que teve total identificação. Trabalhou na antiga e extinta Companhia Docas de Santos no cais do porto e nas horas de folga geralmente a noite, tocava em bailes de gafieira onde desenvolveu sua capacidade técnica e uma inesgotável criatividade. Numa primeira entrevista para contratação na Rádio Clube de Santos PRB4, Luiz Saraiva surpreendeu o então diretor artístico Arnaldo Dias, tocando ali mesmo e chamando a atenção dos funcionários da rádio, pelo seu desempenho no instrumento. Começava uma carreira de muito sucesso, sendo contratado imediatamente pela rádio. Saraiva viajou por todo o Brasil, norte, nordeste, centro oeste e sul, além de fixar seus shows no sudeste. Para onde ia, compunha alguma música como gratidão ao lugar que visitou. Teve uma casa de shows em Santos, chamada de Recanto do Saraiva, sempre lotada com visitantes ilustres e fãs de outras regiões, inclusive da capital.

SARAIVA, tem uma história ímpar. Trabalhou no cais do porto santista durante o dia e nas horas vagas dedilhava seu sax em bailes de gafieira noite a dentro. Numa entrevista de emprego na Radio Clube de Santos PRB4, impressionou o diretor artístico e chamou a atenção dos funcionários e visitantes da radio com sua performance improvisada. Contratado imeditamente, ficou na emissora por quase toda a sua carreira. Sua discografia é desconhecida, por incrível que pareça! Tem-se hoje uma lista confirmada de 35 publicações, entre Lps, compactos e Cds, ficando a cargo de colecionadores profissionais e eventuais a elucidação deste enigma.