terça-feira, 3 de abril de 2012

Comentário recebido:

Caro Amigo,

Parabéns, pela postagem desta bonita homenagem à querida e inesquecível Núbia Lafayete.
Uma de nossas melhores cantoras, de todos os tempos; com estilo próprio, personalidade, e um jeito muito peculiar de expressar o romantismo e a alma feminina.
Lamentávelmente, foi muito pouco respeitada, pelas gravadoras, onde trabalhou; e, igualmente, ignorada pela esnobe crítica musical.
No entanto, o povo simples (mas, sábio), este, sempre soube reconhecer o seu valor; prestigiando-a, em todas as fases de sua carreira artística.
Nilde Araújo, a moça bonita, simples, modesta e sonhadora, que, um dia, virou a estrela de rádio, Núbia Lafayette; mas, que jamais, perdeu sua autenticidade, simpatia e o carinho no trato com os fâns.
Infelizmente, aos 70 anos, deixou a vida na terra, para ser mais uma estrela no céu; indo, juntar-se, ao selecionadíssimo elenco da "emissora celestial".
Mas, para nosso consolo, ficaram seus discos, suas fotos, e sua presença espiritual; gravada eternamente em nossos corações.
Portanto, novamente, lhe digo obrigado, por lembrar-se dela em seu excelente Blog; nos permitindo, assim, matar a grande saudade de sua linda voz!
Abraços,
Paulo Ventura (Niterói - RJ)


Obrigado, caro amigo Paulo Ventura, pelas referências gentis ao nosso blog.
Ouvir a Núbia cantar com sua voz serena e tão delicada, e ver seu rosto lindo irradiando simpatia, já me era motivo suficiente para
imaginá-la gentil e carinhosa com sua imensa legião de admiradores.
Agora, com teu depoimento oportuno e tão bem colocado, pude ver confirmado tudo aquilo que ela me transmitia.
Lastimo não ter tido a oportunidade de assisti-la cantando e, se possível, chegar perto e dizer que ela era minha cantora preferida. Diria também que aqui em Pelotas ela tinha um público que a adorava, como de resto em todo nosso Rio Grande do Sul.
É um prazer enorme tê-lo viajando conosco na nossa Estação.
Um grande abraço!

Vitor Hugo

2 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Prezado Vitor Hugo

Fiquei muito contente, pela atenção, que, você dispensou ao meu comentário. Mas, muito mais feliz, por saber de sua grande admiração, pela saudosa Núbia Lafayette.
Lamento, que, você não tenha tido a oportunidade de conhecê-la, pessoalmente; tampouco, de ter assistido a uma de suas apresentações ao vivo.
Pois, com toda a certeza, você hoje, teria muito mais motivos para admirá-la; pois, Núbia, era uma figura humana muito espontânea e especial.
E, diante de uma platéia, posso lhe garantir, que, toda a delicadeza, a feminilidade, o romantismo, e a beleza de sua voz, ficavam muito mais patentes e emocionantes, pelo estímulo dos aplausos e do carinho do público.
Finalizando, reitero os meus agradecimentos, lhe enviando o endereço abaixo, onde, você poderá encontrar, dados biograficos de Núbia, resultantes de minhas pesquisas, e de conversas, que, mantive com ela.
Atenciosamente,
Paulo A. Ventura (Niterói)

http://www.samba-choro.com.br/artistas/nubialafayette